Monday, January 21, 2008

"O meu sentir": o primeiro livro de versos de Maria Ondina (Braga)


O meu sentir é o primeiro livro de versos de Maria Ondina (Braga) e, diga-se, é o primeiro livro impresso da Autora. Publicada em Braga, esta colectânea poética, saída das Oficinas Gráficas da Livraria Cruz, anuncia um trajecto luminoso que os escassos 17 anos da escritora apenas prometiam. Vindo a lume em edição de autor, este O meu sentir aparece com dedicatória à boa amiga Maria José, "antiga colega nas lides de Liceu", e contém ilustrações de Virgílio.
Do fulgor primicial destaco, entre tantas possibilidades, o último terceto do soneto "Confissão", que parece emblematizar o percurso enxuto da artista portuguesa:
"E passo sem ninguém me conhecer,
Exultando cá dentro de prazer,
O prazer agridoce... de ser só!"
Quem vem conhecer Maria Ondina Braga?

6 comments:

João said...

Parabéns por esta preciosidade (que gostaria de ler, de ter )desta notável escritora da minha admiração.
Att.
Ernane catroli
ecatroli@ig.com.br

hfm said...

Como gosto destes livros. Especialmente de lhes tocar, de sentir o tempo nas dedicatórias, de pensar as mãos que percorreram e de me encantar nas suas leituras. A ilustração é belíssima.

isabel mendes ferreira said...

que bom este regresso à Ondina.






até sempre.



bjo.

José António said...

Bom dia.
Permita que link este seu post no blog que dedico à Maria Ondina Braga: http://mariaondinabraga.blogspot.com/

jab

LMB said...

Apenas uma informação.
O Virgílio, meu pai, era o irmão mais novo - ano e meio - e chamava-se José Virgílio Braga. Não se notabilizou como ilustrador mas como especialista em mobiliário. Desenvolveu a sua actividade em Lisboa, tendo contactado, no âmbito da sua actividade, com grandes figuras da nossa cultura como o arq. Pardal Monteiro, Manuel Taínha, entre muitos outros.

veritas said...

Olá!

Gostei da divulgação. Já estava com saudades.

Bjs. Boa semana.